Imagens de L. Ron Hubbard: Exibição de Slides da Cronologia Biográfica, Fundador de Scientology e Autor de Dianética
L. RON HUBBARD BOOKS

Uma Introdução

Existem apenas duas provas de uma vida bem vivida, observou uma vez L. Ron Hubbard: a pessoa fez o que tencionava fazer? E as outras pessoas ficaram felizes por ela ter vivido? Como testemunho da primeira permanece a obra completa da sua vida, incluindo mais de 12.000 escritos e 3000 conferências gravadas de Dianética e Scientology. Como testemunho da segunda temos as dezenas de milhões de indivíduos cujas vidas foram melhoradas de forma demonstrável porque ele viveu. São mais de 28 milhões de estudantes que agora lêem muito bem devido às descobertas educacionais de L. Ron Hubbard; são os milhões de homens e mulheres libertos do abuso de substâncias através dos avanços nareabilitação de drogas; são mais de 100 milhões que foram tocados pelo seu código moral não religioso, e são os muitos milhões de pessoas que têm a sua obra como o pilar espiritual das suas vidas.

Eu tenho visto a vida de cima para baixo e de baixo para cima. Conheço o seu aspecto em ambos os casos. E eu sei que existe sabedoria e que existe esperança."
—L. Ron Hubbard

Embora mais conhecido por Dianética e Scientology, L. Ron Hubbard não pode ser categorizado de modo tão simples. A sua vida foi no mínimo muitíssimo variada e a sua influência muitíssimo vasta. Existem tribos na África do Sul, por exemplo, que não sabem nada de Dianética e Scientology, mas conhecem L. Ron Hubbard como o educador. Do mesmo modo, existem trabalhadores de fábricas na Albânia que o conhecem apenas pelas suas descobertas administrativas; crianças na China que o conhecem apenas como o autor do seu código moral e leitores em dúzias de línguas que o conhecem apenas pelos seus romances. Consequentemente, L. Ron Hubbard não é um homem fácil de categorizar e não se enquadra seguramente em conceitos erróneos populares de “fundador de uma religião” como uma figura distante e contemplativa. Contudo, quanto melhor conhecemos este homem e as suas realizações, mais nos apercebemos de que ele foi precisamente o tipo de pessoa para nos trazer Scientology, a única religião importante que foi fundada no século XX.

O que a Scientology oferece é igualmente o que se poderia esperar de um homem como L. Ron Hubbard. Ela não se limita a estabelecer uma abordagem única das nossas questões mais fundamentais: Quem somos? De onde viemos e qual é o nosso destino? Mas ela fornece também uma tecnologia igualmente única para aumentar a consciência espiritual. Como poderíamos então caracterizar o fundador de uma tal religião? Evidentemente, ele tinha de ser extraordinário, atraído pelas pessoas, amado por elas, dinâmico, carismático e imensamente competente numa dúzia de domínios: exatamente como L. Ron Hubbard.

A verdade é que, se o Sr. Hubbard se tivesse detido depois de apenas uma das suas muitas realizações, mesmo assim seria célebre hoje. Por exemplo, com 46 milhões de obras de ficção em circulação, incluindo best–sellers monumentais como Campo de Batalha — Terra, Fear e a série Missão Terra, o Sr. Hubbard é, sem dúvida, um dos autores mais aclamados e mais lidos de todos os tempos. Os seus romances ganharam alguns dos prémios literários mais prestigiosos do mundo, e ele tem sido muito genuinamente descrito como “um dos escritores mais prolíficos e influentes do século XX”.

As suas realizações anteriores são igualmente impressionantes. Como aviador de acrobacias aéreas nos anos de 1930, ele foi conhecido como “Flash” (Relâmpago) e bateu recordes locais de permanência em voo planado. Como chefe de expedições, é–lhe atribuída a condução do primeiro levantamento mineralógico completo de Porto Rico, sob o patrocínio dos Estados Unidos, e as suas notas sobre navegação ainda influenciam os guias marítimos da Colúmbia Britânica. As suas experiências nos primórdios da investigação da radiogoniometria tornaram–se adicionalmente a base para o Sistema de Navegação de Longo Alcance (Loran) (Long Range Navigational System, em inglês). E, tendo sido fotógrafo durante toda a vida, os seus trabalhos estiveram expostos em galerias em dois continentes, com exposições ambulantes e permanentes do conjunto das suas fotografias a atrair ainda dezenas de milhares de pessoas todos os anos.

Entre outros métodos de pesquisa, o Sr. Hubbard desenvolveu e codificou uma tecnologia administrativa que é utilizada por mais de 200 000 organizações em todo o mundo, incluindo corporações multinacionais, associações de beneficência, partidos políticos, escolas, clubes juvenis e um número inimaginável de pequenas empresas. Da mesma forma, os métodos educacionais do Sr. Hubbard, mundialmente aclamados, são usados por mais de cem mil educadores, enquanto o seu programa de reabilitação de drogas igualmente aclamado, mostrou ser pelo menos cinco vezes mais eficaz que outros programas do género.

Se as coisas fossem um pouco mais conhecidas e compreendidas, poderíamos todos levar vidas mais felizes.
—L. Ron Hubbard

Contudo, por mais impressionantes que sejam estes números, nenhuma apreciação de L. Ron Hubbard será completa sem um exame daquilo que se tornou a obra à qual consagrou a sua vida: Dianética e Scientology. A força mais eficaz do mundo no sentido de uma mudança positiva, a Igreja de Scientology representa a liberdade espiritual para milhões de pessoas em todo o mundo. Estas vêm de todas as posições sociais, de todas as culturas e todos os estratos da sociedade. Além disso, quando falamos das descobertas de L. Ron Hubbard relativas à mente e ao espírito humanos, referido–nos em última análise às bases filosóficas de tudo quanto ele realizou: melhor educação, cidades livres de crime, recintos universitários e escolares sem drogas, organizações estáveis e éticas e uma revitalização cultural através das artes — tudo isto e muito mais se torna possível devido às descobertas contidas em Dianética e Scientology.

O perfil biográfico que se segue tem por objectivo dar uma imagem de L. Ron Hubbard e das suas realizações nos numerosos domínios abrangidos pelo seu trabalho. Visto que ele próprio media sempre o sucesso de uma ideia em termos da sua funcionalidade, esse ponto foi aqui sublinhado constantemente. Porém, dado o âmbito do que ele realizou — como autor, educador, humanitário, administrador e artista — uma tal abordagem não poderia ser exaustiva. Afinal, como seria possível, em poucas páginas, transmitir o impacto de alguém que tocou tão profundamente tantas pessoas? De qualquer forma, este perfil sucinto do homem e da sua obra é apresentado na óptica do que ele próprio disse: “Se as coisas fossem um pouco mais conhecidas e compreendidas, poderíamos todos levar vidas mais felizes.”